Pages

Thursday, 15 May 2008

O Ópio do Povo


Hi peeps,

Para os que não moram em terras elisabetanas e sim em terras alencarinas, ararariboianas, alceuvalentinas, erundininas, gauchinas e lulinas em geral, no finde passado o Reino Unido recebeu uma frente quente vinda do mediterrâneo. Fez um calor maravilhoso (25oC). Essa concepção de calor é interessante. Com essa temperatura em terras alencarinas as pessoas estariam usando casacos. Aqui elas usam biquínis. Em uma terra em que verão é uma estação bienal, essa é uma temperatura tropicalissima. Imediatamente eu saquei meu protetor solar, roupa de banho e toalha de praia e me mudei para o Hampstead Heath. Fiquei ate bronzeado!

O interessante desse fenômeno é que Londres muda a cara e a energia. A sensação é de não estar em Londres mas em uma cidade mediterrânea. As pessoas ficam alegres, usam pouca roupa nas ruas e em alguns lugares da cidade as ruas ficam tomadas de gente aproveitando o calor, o sol e, principalmente, a energia. A energia é realmente outra. O calor não torna as pessoas mais agressivas e sim mais harmoniosas. Vira quase um clima de êxtase total, paz, amor, serenidade e felicidade. Sem exageros, é quase uma viagem astral. Todos se amam......e como.

Falando em frente quente, a Argentina ainda exporta frentes frias? Lembro-me muito bem como o sul e o sudeste do Brasil consumiam bastante esse produto argentino. Ate o Nordeste era consumidor esporádico.

Voltando a Londres, as frentes que vem do mediterrâneo ou do continente não são sempre quentes. Outro dia, veio uma frente de fedor da Franca (meio redundante, nao?). Basicamente, os ventos do canal da mancha trouxeram a terras borisianas um fedor de adubo das plantações francesas. Quando saí de casa pela manha para ir ao trabalho, chequei o solado do sapato varias vezes achando que tinha pisado em algo indesejado. Foi estranho e engraçado. Estranho pois é bizarro imaginar como uma nuvem de fedor pode atravessar o canal de mancha sem dissipar-se. Engraçado pois o fedor acorda questões históricas adormecidas. Se um dia os Ingleses lutaram contra uma invasão napoleônica, em 2008 eles lutaram contra uma invasão fedorentonica. Os meios de comunicação aproveitaram a festa. Manchetes como Fedor Francês Invade Londres estavam em todos os jornais. Foi como ter queijo e baguete na mão. O queijo já meio passadinho.

O fato é que esse verão promete bombar. Aquecimento global ou não, é melhor salvar o planeta de sunga do que de casado, gorro e luvas. Eu nunca pensei que um dia eu iria dizer isso mas QUE VENHA O CALOR e tudo que ele trás: corpos nus, sol, diversão, energia. Que o calor seja o ópio do povo..... Precisamos desse ópio para encarar o novo prefeito de Londres. Haja calor.........

Abracao,

Nelson

PS: Depois eu faço um post sobre as eleições para prefeito de Londres.

3 comments:

Ana Paula Cardoso said...

No melhor estilo "delírio tropical", seu post encheu minha vida de calor! Aqui neste Rio de Janeiro nublado, no momento também 25 graus, e os cariocas de botas e casaco de couro, no melhor estilo: "eu paguei caro nessa merda agora vou usar de qualquer jeito"...adoro você, amo seus posts e etc..etc...

Quel Brandão said...

Aqui, por incrivel que pareça, esta chovendo desde janeiro. E pelo visto o Estatuto do Cearense foi amplamente divulgado (art. 1º. todo cearense tem direito a usar casaco de frio em dias de chuva, ainda que a temperatura ocasionalmente suba a 38º e o cheiro de naftalina incomode os demais...). A cafonada anda usando botas, as vitrines estão cheias delas!!! Pobreza, nããããã.
Bjo. Amutu
Quel

Maruzia said...

Entao quer dizer que o verao nao vai cair num domingo? VIVA Sao Pedro!! Oremos pra que ele continue olhando pros Alencarinos e esqueça um pouco dessas bandas...beijao