Pages

Thursday, 21 January 2010

Vioes e Oroportos


Oi pessoal,

Ainda não tive tempo de sentar e escrever sobre minhas aventuras no Brasil. Infelizmente muitas não são apropriadas para esse blog, mas algumas são apropriadas e interessantes. As interessantes são relacionadas com vioes e oroportos. Eu vou falar uma coisa. Eu vou aqui assumir que eu odeio oroportos. Honestamente eu acho que há alguma grande disfunção na maneira como voamos. Tínhamos que encontrar uma maneira de tornar a experiência mais suave e prazerosa. Acho ateh que eh castigo pois, a principio, nao temos asas para voar.

Ainda no assunto de oroportos, fui a Genebra ontem a trabalho. Acordei 3.30 da manha para poder pegar meu viao as 6.20. Peguei um táxi ate Victoria station, um trem até o oroporto e um ônibus de um terminal a outro. Só nessa brincadeira morreram 1 hora do meu dia.

Minha volta foi no mesmo dia. Meu vôo era as 9.30 da noite. Toda vez que viajo, eu sempre tenho malas, malinhas e maletas; bolsas, bolsinhas e frasqueiras. Nunca na minha vida consegui viajar leve. Mas quando vou nesses bate-e-volta de mesmo dia eu sempre levo só a minha bagagem de mão. Levei minha mochila com um laptop (que por sinal era um chumbo) e alguns papeis, carregadores e coisitas. Fiz meu check-in online e imprimi meu boarding pass. Cheguei no oroporto fui direto ao portão. Obviamente que passei pela fila do check-in só para matar o povo de inveja. Eu fico louco quando viajo e vejo pessoas levando dentro do viao uma malinha esperta, arrojada, com rodinhas bacanas e pegadores de marfim. Eu fico só babando. Não pela peca de bagagem mas pelo numero e tamanho dela. E quando tem aqueles sem ‘loção’ que levam uma mala enorme pra dentro do avião certos que ira caber no compartimento acima das cabeças. As Chatas de Bordo é que tem que se rebolar pra por as coisas no lugar.

Enfim, cheguei em Genebra e fui direto ao trabalho. Trabalhei o dia inteiro e no final do dia fui de volta ao oroporto pegar meu avião de volta com a sensação do dever comprido. De novo, fui direto ao portão e passei pela fila interminável do check-in para dar aquele sorriso eu-sou-cool-e-tenho-soh-bagabem-de-mao. Como dizem por aí, aqui se faz e aqui se paga. Meu vôo estava atrasado a principio 1 hora que se tornou 1 hora e meia e acabou sendo 2 horas e meia.

Para complicar, o oroporto de Genebra fecha os cafés e restaurantes as 8.30 da noite. Para vocês terem uma idéia, eu tive que implorar a moca do balcão de informação para me dar água pois eu estava morrendo de sede. Eu tive que falar pra ela que se ela não me desse água eu iria desmaiar em 2 minutos. A unica coisa que estava aberta era a loja da Mont Blanc... Muito util, nao? E viva o consumismo! Quem precisa de agua se pode comprar uma Mont Blanc?

Finalmente peguei meu viao de volta, peguei o ônibus de um terminal a outro, o trem para Victoria station e um ônibus pra casa. Cheguei em casa umas 2.30 da manha....

Essa foi a gota d'água. A partir de agora não viajo de viao. Vou para o continente de ônibus ou trem e para o Brasil de navio....

Beijos

Nelson

1 comment:

Fernanda said...

o aeroporto de Genebra é o ó! Nao consigo entender como um pais tao rico, pode ter um aerporto tao meia boca! Deve ser pq os moradores de lá tem seu proprio hangar, ne?